PROGRAMA ECOLÓGICO DE LONGA DURAÇÃO
TAMANDARÉ SUSTENTÁVEL

  • @peldtams

Acompanhe as novidades do PELD-TAMS no Instagram!

@peldams

O PELD TAMS tem como objetivo compreender os padrões e processos que estruturam ecossistemas marinhos e costeiros, incluindo como eles variam no tempo e no espaço, como esses ecossistemas estão conectados, e fatores chave na resiliência diante de mudanças ambientais, de forma a subsidiar a adoção de estratégias de manejo e conservação necessárias para a manutenção da biodiversidade e do uso sustentável.

f_drone2.JPG
Cardume de sardinhas
Cardume de sardinhas

press to zoom
Baúna
Baúna

press to zoom
Fundo oceânico
Fundo oceânico

press to zoom
Cardume de sardinhas
Cardume de sardinhas

press to zoom
1/6

As principais questões que o PELD TAMS busca responder incluem:

  1. Qual é a escala da conectividade espacial na plataforma continental tropical?

  2. Qual é a variabilidade temporal e quais são as tendências observadas em relação a impactos antrópicos e climáticos observados nas últimas décadas?

  3. Quais as principais fontes de variação nestes sistemas e quais são os elementos-chave na resiliência a impactos antrópicos e ambientais?

  4. Qual estratégia espacial e temporal que deverá, idealmente, ser adotada para garantir o uso e conservação destes ambientes? 

Sub-projetos e resultados esperados:

 

1. Geodiversidade:

Mapeamento das áreas de ocorrência de concentração de biodiversidade associadas a feições topográficas e características oceanográficas, e determinação das feições associadas hotspots de diversidade.

 

2. Estudo dos Processos Oceanográficos:

Modelagem dinâmica das massas d’agua e padrões de circulação identificando como estes atuam na conectividade e manutenção ecossistêmica, bem como as interferências de padrões climáticos locais e globais.

 

3. Estudo da Conectividade Populacional e Ecossistêmica:

 

Conhecimento da dinâmica espaço-temporal da conectividade populacional e ecossistêmica. Avaliação de resiliência populacional frente a impactos ambientais. Modelos de circulação e suas interações com variáveis climáticas. Efeitos da pesca nas populações e efetividade do arranjo espacial de áreas protegidas.

 

4. Conservação e uso sustentável da biodiversidade:

 

Avaliação e diagnóstico do estado de conservação das comunidades e ecossistemas e das populações exploradas pela pesca, estratégias de recuperação para espécies ameaçadas e na efetividade das áreas protegidas e em propostas de uso e ordenamento através de planejamento espacial marinho.

 

5. Contribuição para o sistema de gestão local:

 

Contribuição para o sistema de gestão local, promovendo o envolvimento da sociedade através da disseminação dos resultados científicos e da promoção da participação comunitária. Aumento do envolvimento local, disseminação do conhecimento e empoderamento da sociedade para os processos decisórios.